terça-feira, dezembro 04, 2007

Misericórdia! Que calorão nesta cidade, gente! Insuportável! Deixei de lado as meias elásticas. É impossível fazer uso delas.
Renovei minha licença médica.
Meu netinho Henrique passou a tarde comigo hoje.

Ontem foi a netinha. Contação de histórias e brincadeiras à tarde toda.
Estou exausta! risos
Noite passada Biel arrumou um auê na minha barriga e não dormi direito. O pimpolho dorme durante o dia e resolve fazer bagunça à noite. Eu gritava de dor com os movimentos vigorosos. O paizinho ficava rindo, achando lindo aquilo. Homens!
Sou muito disciplinada com a alimentação, sigo rigorosamente as orientações da nutricionista, mas agora estou ficando irritada pois a fome aumentou muito. rs Que vontade de comer tudo que 'não pode'! risos
Gosto muito de comida com pouco sal, mas nestes últimos meses a recomendação é reduzir ainda mais o sal. Resultado: no almoço comi peixe doce. Argh!
Hoje, das minhas andanças, trouxe algumas dicas para evitar cólicas no bebê:


As cólicas aparecem nos primeiros 3 meses, a partir dos 15 dias de vida do bebê, tanto em crianças que recebem aleitamento materno como em bebês alimentados artificialmente. Veja o que pode causá-las:

Imaturidade do sistema digestivo

Ele ainda não está totalmente desenvolvido e a digestão acelera o funcionamento dos intestinos, provocando espasmos - as cólicas.

Alimentos

Às vezes a cólica é uma reação a determinado nutriente que entra na alimentação da mãe ou no preparo da mamadeira. Ingredientes ricos em ferro ou a proteina do leite ingerido pela mãe (chocolates, queijos, etc...) podem provocar essa reação. O leite em pó pode prender o intestino da criança e provocar gases.

Stress

Criança e mãe experimentam uma nova rotina de vida e ficam por isso, altamente sensíveis. Na maioria dos bebês, o órgão de choque dessas mudanças é o intestino e, não por acaso, as cólicas se manifestam mais no final do dia, entre as 18 e as 21 horas, quando a família está exausta. A cólica pode ser apenas expressão desse cansaço. Ou o bebê chora porque tem necessidade de uma descarga emocional para se reorganizar ao final de um dia atribulado.

Deglutição de ar

A avidez ao sugar o seio materno ou um orifício grande demais no bico da mamadeira faz a criança engolir ar e provoca gases. Por isso a importância de colocar o bebê para arrotar após as mamadas.

Começou! O que fazer

Só carinho
Deite o bebê de lado (essa posição ajuda a esvaziar o estômago), deite-se ao lado dele e acaricie-o dizendo palavrinhas suaves, de bom efeito calmante nessa hora.

Barriga contra barriga

Nada melhor que um contato pele a pele para recém-papais e recém-nascidos com cólicas. Ficar debruçado sobre um lugar quentinho diminui as dores.

Flexão das perninhas

Só deve ser aplicada longe do horário das mamadas. Coloque o bebê deitado de costas, segure suas pernas e flexione-as, precionando suavemente os joelhos contra a barriguinha. Depois estique as pernas e, repita o movimento várias vezes. Isto ajuda a eliminar os gases.

Uso de chás

O chá morno de erva-doce (sem açúcar) quebra as moléculas de gás facilitando a eliminação dos gases. Às vezes, uma fralda umedecida com chá morno de camomila sobre a barriga também ajuda.

Algumas dicas

Evite o uso de álcool, cigarros e cafezinho enquanto estiver amamentando - as cólicas podem ficar mais intensas.
Respeite os horários das mamadas - dar o peito ou a mamadeira para acalmá-lo piora as cólicas pela formação de mais gases.

Evite ficar nervosa com as cólicas - sua ansiedade e insegurança são sentidas pelo bebê que reage com mais cólicas.
Tenha em mente que esse período não dura mais que 3 meses e meio.

www.ronet.com.br

...
Minhas queridas
Tenho alguns cantinhos por aí, se alguém desejar conhecer, será acolhida com muito carinho.

Blog para divulgar meus textos e eventos culturais
www.proseverso.blogspot.com

Blog sobre minhas alegrias no Orkut
www.poetinha.myblog.com.br

Minhas comunidades:
"Discutindo Literatura"
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3332336

Comunidade da ACIL- Academia Itaperunense de Letras
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=28247836


Tenham uma noite abençoada!

Beijos e muito afeto

(Carinho especial para Lu e Sissi. Grata, minhas queridas!)

2 comentários:

Carol (loucavidademae) disse...

Oi Lu!
Nossa, esse post sobre cólicas foi para mim!rsrs
Luana teve MUITA, muita mesmo até quase 4 meses...passou do nada. Achava que aquilo não teria fim nunca, mas passou!
Tenho de discordar em relação a esse assunto que alguns alimentos ingeridos pela mãe causam cólicas nos bebes....deixei de comer praticamente TUDO e a bendita não passou. Comendo ou não, lá estava a pequena gritando! Acredito no stress,deglutição de ar...isso sim.
Enfim, cada caso é um caso, né?
Chá não dava não...tentei uma vez, mas também não melhorou...
Bjkas

Luciana Bernardo disse...

Ei minha florrrrrrr, Ana Beatriz tb teve muita cólica, mas muita mesmo.. o coração partia de ver as crises... Uma das maiores causas é a deglutição de ar mesmo, principalmente pra quem faz uso da mamadeira.. Dr.Brow's é uma excelente escolha (mais cara obvio), mas me ajudou no início quando meu leite não desceu e eu tive que dar fórmula.

Uma coisa que aprendi tb é deixar o bebê deitado de bruços nas suas pernas, isso ajuda bastante a diminuir as contrações do intestino, tão dolorosas.

Beijinhos.